108º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia

Churros do Mal
Me come gordinho.. me come... HA HA HA !

Oi hoje eu cai em tentação outra vez… mas já conto sobre isso.

Quero responder a uma pergunta feita pela Silvia. A pergunta é a seguinte: Mesmo sendo ‘foda” como vc mesmo disse… vale a pena? está valendo? se colocar na balança.. qual lado fica vitorioso? das coisas boas ou das ruins?”

Silvia, depende muito do ponto de vista de cada um. Eu por exemplo cheguei em um ponto onde eu não só estava descontente com o meu corpo como já estava começando a ficar doente. Não vou dizer que eu não me importava em ser gordo, eu odiava, mas amava comer então eu sempre ficava entre a cruz e a espada. A saúde foi que pesou pro lado da cirurgia pois minha pressão já estava alta, vivia com dores nos joelhos, não dormia direito e não tinha ânimo para nada.

Já que iria morrer mais cedo devido a obesidade resolvi mudar minha sorte com a cirurgia. Ou eu morria na cirurgia ou morria de obesidade então preferi morrer tentando salvar minha vida.

Mas antes de fazer eu sempre desconfiava dessa história de cirurgia milagrosa, ainda mais depois que descobri que uma amiga minha que tinha feito estava voltando a engordar. Saí por ai pesquisando, em todo médico que eu ia eu conversava sobre o assunto. Não escapava um… dermatologista, oftalmologista, gastro, etc… Mas a conversa mais legal que eu tive foi com um gastro que era contra a cirurgia indicado por outro médico. Fui lá só pra conversar sobre a cirurgia, sem ter nenhum problema. Acho que ficamos conversando, pra desespero da galera lá fora e dos representantes farmacêuticos, pelo menos 1h30. Ele foi muito franco e esclarecedor a respeito dos perigos e das dificuldades pós cirurgia.

A cirurgia não é um milagre e sim um restart.
A cirurgia não é um milagre e sim um restart.

Basicamente o que ele me disse foi que a cirurgia estava na moda e as pessoas a estavam encarando como algo estético e não como problema de saúde. Quando você opta pela cirurgia você faz uma escolha entre correr o risco de morrer na mesa de operação ou correr o risco de morrer por complicações da obesidade. Além do mais a vida após a cirurgia não era todo aquele mar de rosas que as pessoas contavam por ai, o que você pode constatar aqui no blog.

Outra coisa que ele deixou bem claro foi que a cirurgia não é uma solução e sim um restart, onde você volta a vida com um estômago e um intestino de criança e tem a oportunidade de aprender a comer de novo. Agora se você vai querer reaprender  é com você.

Acontece que reaprender a comer é difícil, como você pode ver em meus relatos nesse blog.

É simplesmente lutar contra tudo o que você aprendeu até hoje relacionado a comida. Por exemplo: Eu desde criancinha me acostumei a comer um doce depois das refeições. Pode parecer a coisa mais banal do mundo pra você, mas pra mim é muito difícil deixar de comer um docinho depois das refeições. Parece que fica faltando um braço se seu não como um docinho.

Hoje por exemplo, que foi um dia morno no trabalho, o tédio faz com que eu tenha vontade de devorar doces e acabei caindo em tentação e devorei um maldito churros lotado de doce-de-leite, agora tô aqui escrevendo e passando mal. Tá é coisa da minha cabeça, ou falta de força de vontade, ou eu sou doente… seja lá o que você queira deduzir, o fato é que para mim que sou gordo é difícil me segurar, não dá pra negar. Comer passou a ser algo muito maior do que eu, por isso resolvi fazer a cirurgia.

Falar em força de vontade é sacanagem.
Falar em força de vontade é sacanagem.

Manja aquelas pessoas que tem TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) é uma doença não é… então porque comer compulsivamente não é considerado doença também? Pô chamar a gente de pessoa sem força de vontade machuca muito. É muito foda lidar com um comportamento que todos acham inadequado mas que você não consegue dar uma explicação plausível do porquê você não consegue parar. Dói-pra-ca-ra-lho, você se sente um lixo!

Cada um é gordo por um motivo, e não é por falta de força de vontade como muita gente acha por ai. No meu caso é uma doença, como compulsivamente e ponto.

Bom, desculpa o desabafo… mas voltando se vale a pena ou não.  Pra mim vale, porque minha saúde melhorou muito. Eu me sinto melhor, me canso muito menos, diabetes, pressão e até as constantes dores de cabeça que eu costumava ter não tenho mais. Apesar das dificuldades, vale muito a pena pela qualidade de vida.

Claro que a vida melhora consideravelmente nos primeiros meses, mas depois vem a parte mais difícil que é enfrentar o vício de comer e é ai que o bicho pega. Se você não estiver muito consciente de que não quer mais comer como um animal selvagem não vai funcionar, porque é fácil voltar a comer como antes… aliás é muito fácil.

Na boa… se eu quiser consigo comer uma pizza inteira de novo, basta comê-la bem devagarzinho. Posso tomar leite condensado, tomar sorvete. Se fizer devagar não passo mal. O mais difícil é superar isso, na minha opinião. Deixar de ter uma alimentação baseada na indústria alimentícia e voltar para as raízes com o bom e velho arroz com feijão, bife e salada.

Dá uma lida nesse artigo da revista época

Ou esse da revista Galileu que é mais curtinho

A cirurgia não adianta se você não mudar sua cabeça antes dela.
A cirurgia não adianta se você não mudar sua cabeça antes dela.

A cirurgia não vai adiantar se você não mudar sua cabeça e essa mudança deve começar antes da cirurgia, se não você volta a comer tudo de novo. Pra mim que trabalhei bastante isso em mim antes da cirurgia já é difícil, imagina se você não se prepara. Volta a comer como um javali.

Essa sem dúvida nenhuma é a parte mais difícil da cirurgia, mudar a cabeça e parar de pensar como gordo. Para mim está valendo a pena, mas estou consciente e sempre alerta ao perigo de voltar a comer como antes. Fora o fato de se olhar no espelho e dar uma risadinha marota e dizer pra você mesmo. Tá bonitão heim!!!! he he he

E você que já fez a cirurgia, o que acha da pergunta da Silvia?!!! Comente, participe!

 

????????
????????

E quem tiver perguntas não fique envergonhado manda bala!!! Esse é o lugar certo pra isso.

 

19 respostas para “108º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia”

  1. Olá Fernando, fuçando depois que operei achei seu blog, e desde então acompanho assiduamente seu dia-a-dia.

    Diante da pergunta da Silvia e do seu desabafo… tenho umas palavras a dizer.

    Tenho 22 anos, hoje é o meu 73º dia de operado. Operei com 152kg e IMC 45. Hoje estou com 117kg e IMC 35. Foram 35kg eliminados pra sempre da minha vida!

    Antes de operar, meu medo era o primeiro mês do pós operatório, e tal…

    O primeiro mês é fichinha!!! Você morre de medo de não seguir as orientações e se complicar… O foda é quando você volta a se alimentar normalmente, resistir ao terror de todo gordinho…

    Ontem mesmo comprei uma caixa de Lindt branco…. mas consegui comer 3 “quadradinhos” ontem e 3 hoje…

    Infelizmente ainda tenho essa dificuldade, mas eu não tenho problemas com doce igual a você. O principal vilão pra mim é a gordura saturada… Sanduíches, embutidos e afins… E INFELIZMENTE NÃO TENHO DUMPING… Já testei de tudo, e se comer devagar, vai que é uma maravilha, do 2º dia de operado em diante, nunca tive dor, nunca vomitei, só me sinto entalado se comer rápido (mastigar errado). E isso me faz precisar dobrar a força de vontade.

    Mas hoje como frutas e legumes, que até então nunca tinha enfiado na boca.

    E a recompensa é o olhar das pessoas quando te vêem, os comentários. No meu caso mudaram o humor, autoconfiança, autoestima… Enfim, hoje sou um cara feliz! Não tenho vergonha de andar na rua, tomar um ônibus ou metrô, enfim…

    Um abração a todos, e desejo sorte e força, para juntos vencermos essa compulsão maldita!!

  2. Oi Fernando, hoje faz 112 dias de operada e emagreci 20k. Operei com 114k e hoje peso 94k. Voce pode analisar pelos numeros que a cirurgia não é milagre, tem que fazer a dieta corretamente e até os minimos escorregões atrapalham o emagrecimento. Outro fator que me atrapalha é que tenho 34 anos e mulher depois dos 30 é tenso perder peso. Meu problema maior é com o exercicio fisico, não encontro tempo e nem disposição para faze-lo. Para voce que faz bastante exercicio deve estar me achando preguiçosa, mas não é… é aversão a esforço fisico e Dói-pra-ca-ra-lho ouvir dos outros que voce não tem força de vontade.
    Olha com todos esses obstaculos que enfrentamos a cirurgia, foi pra mim, uma solução para perder peso, mesmo devagar, estou satisfeita sim!
    Um abraço e força DE VONTADE para nós!

  3. Estava ansiosa com sua resposta…. e nosssa, q resposta! O fato de ser compulsivo não é como ligar e desligar a luz… eu nao imagino como é se sentir assim, eu tenho (tinha) obesidade desde crianca, operei dia 30/08/2010. Estamos quase no mesmo tempo…e o meu maior problema é, pasmem, “contrai” uma depressão… nao sei explicar pq, mas me sinto triste… ja se foram 20kg, eu me sinto bonita, sou elogiada, meu marido esta feliz, mas … nao vai, sabe?! Meu psicologo acha q é algo nao resolvido antes da cirurgia, e agora, com a operação foi a gota d´agua….. sei la… como mto pouco, e fico “puta” da cara quando leio q vc´s conseguem comer 1 pizza… cara, eu como 100grs… saca aquelas sfhiras o habib´s? como UMA….. e liquido entao? com mta luta, e quando digo mta luta, acreditem, MTA luta, consigo ingerir 1 litro de liquidos por dia… agora mesmo, to aqui com 250ml de suco de caju, goela´baixo!…
    Acho mto importante debatermos os problemas de cada um, quem sabe assim, nao ajudamos uns aos outros…?

  4. Concordo c vcs em tudo! Tenho 25 dias de operada e tô sofrendo! Nossa tô c muita fome!A obesidade é muito dificil de ser vencida, se n pesistirmos e tratarmos a ”famosa” cabeça de gordos n será vencida…A caminhada e a luta são eternas!!!

  5. Oláaaa, primeiro de tudo queria te dizer Fe, que não! nunca desista! vc comeu um churros, mas poderia ter comido 2.

    Eu comia tudo em dobro….hj deslizo somente no domingo e com bem pouco. O que uma pessoa magra e normal faz ué….

    Com 80 dias de cirurgia (hoje), eliminei 20 kgs e posso dizer que me sinto muuuito melhor… contra pra mim é ter que tomar injeção no bumbum de tudo quanto é tipo, já que nosso organismo operado não consegue absorver por completo NADA o que vc ingere, e isso inclui a pílula anticoncepcional…o que me desagrada e mto! pq morro de medo de injeção!!!

    Mas de resto poxa….me sinto tão bem…sinto pouca fome, e de jeito algum eu saio da minha rotina, pelo menos durante a semana! os armários e a geladeira em casa são repletos de gelatina diet, suco diet, frutas e legumes. quer quer, não quer fica sem comer!

    no domingo geralmente como tempurá e um docinho….mas tudo bem, ngm é de ferro!

    força de vontadeeeeeeeeeeeeee

  6. E AE FER… MANO CLARO QUE VALE A PENA, TO COM 49 DIAS DE CIRURGIA, PERDI 30 KILOS, TO ME SENTIDO SUPER BEM, TO COMENDO DE ACORDO COM O QUE A NUTRICIONISTA RECOMENDOU, TIPO, NUNCA TIVE COMPULSÃO EM COMER, SEMRPE GOSTEI, MAIS TO LEVANDO NA BOA, ME SENTINDO SUPER BEM, MINHA CALÇA SAIU DO 64 PRA O 58, QUE DE MAIS HEIN? =]
    MINHAS CAMISAS ESTÃO ENORMES EM MIM, ESTOU MAIS BONITO, NA VERDADE EU JA ERA, MAIS FIQUEI MAIS, E VOU FICAR MUITO MAIS, PRESSÃO TODO DIA 12.8, PREFEITA, JA TO SEM TOMAR REMÉDIO PRA CONTROLAR.

    NUNCA INSATISFEITO”””””””””””””

  7. Oi Fernando, tudo bem ?
    Sou uma recém gastroplastizada, fiz a cirurgia na última sexta-feira 03/12 e seu blog tem me ajudado muuuuuito a entender algumas sensações, dores, dúvidas .. enfim entender muito sobre o pós operatório …
    Eu acordei da cirurgia super bem, tenho levado na boa e apesar de não ter compulsão já sonhei com comida algumas vezes (normalmente sonho esquecer que não posso comer.. rs)
    Estou com algumas dúvidas, se houver possibilidade gostaria de tirá-las por e-mail, msn ..
    Por favor me responda assim que puder ..

    Parabéns, muito legal sua iniciativa que ajuda tantos gordinhos encanados .. rsrs

  8. Poxa, Fe, acho que pra mim e pra muita gente, é impossível não se identificar com muita coisa que você escreve. Essa coisa que você disse sobre o hábito de comer doce depois do almoço, desde pequeno, eu sei bem o que é! Os meus pais obrigavam – eu e meus irmãos – a comermos TUDO que colocávamos no prato, mesmo se já estavamos satisfeitos. Lembro de mim pequena, chorando na mesa, sozinha, porque não queria mais comer, mas só saia de lá com o prato limpo. Hoje, eu e meu irmão sofremos com isso. Sabe aquele PF enorme, que todo mundo come metade e pára? Pois é, eu como até o final… Pela educação q tive (gulosa? magina!). Meu pai disse que hoje se arrepende muito disso, que foi um erro. Então, agora a gente é que tem que correr atras do “prejú”!

    Estou na 1° quinzena da minha cirurgia. Ta “phooda” essa coisa e caldinho. Mesmo porque, meu fraco, assim como o Rodrigo aí de cima, são os salgados, não os doces. E tudo que a gente come tem um “fundo doce”!! Iogurte, agua de coco, Gatorade.. Hj até a água me parece doce! Tive 1 dia de “crise de abstinência”, brava, mau humorada, andando de um lado pro outro… Aí meu “ex-atual-namorido” (!) me tirou de casa e fomos tomar um suco que me salvou de pirar!

    Já passei por um processo de emagrecimento q durou 1 ano (e – 45kg) e sei como é essa coisa de elogios, de estar mais disposta, de não ter “preguiça” de ir a pé até algum lugar, de uma vida com menos dores, menos medo e menos vergonha. E quero isso de volta. Quero viver isso de novo. E isso é que me estimula nos momentos “chatinhos” que vem e que sei que ainda virão. Muitos talvez!

    Força amiguinho! Lembra que vc ainda não saiu da zona de obesidade! Temos (acho que todos nós aqui) um longo caminho pela frente! Se não for pra perder peso, é para mante-lo!

    Beijos – Gleice

  9. Olá Fernando!hj estou no 13º dia de operada, tenho lido todos os dias e acabei de ler seu depoimento agora, e concordo com tudo que vc. disse. É fácil para alguns e dificil pra outros, cada um tem uma relação diferente e creio que o grau da relação com o prazer de comer varia de pessoa pra pessoa. Seja de forma “doentia” ou não é dificil superar maus hábitos, reaprender é dificil e tem de ser tudo superado ao longo dos dias. Optamos por este caminho é pq acreditamos que iremos conseguir o nosso objetivo e “vamos sim”. Pois ja somos vitoriosos por chegar até onde chegamos.E vamos chegar mto além do que pensamos que chegaríamos. è cuidar de cada dia, um dia após o outro…cada dia sem stress, sem pressa. Há dias em que achamos difícil em querer dizer “não” pros doces, etc. pode vir desânimo, tristeza, mas…. vai passar, tudo passa. Não ganhamos todos os dias, faz parte da vida perder, ter dificuldades, lutar, mas o melhor de tudo isso é VIVER.

  10. Poxa Fe amei esse post… Nao Eh facil mesmo… To com 19 Dias de operada… Sem brincadeira, os primeiros Dias foram desesperadores para mim… Via todo mundo dizendo Que tinham passado facil pela fase liquida e eu quase enlouquecendo… Sonhava todo dia com comida, pensei: cara sou louca… Aprendi q nao da pra julgar, o Que Eh facil pra um pode ser muito dificil pra outro…. Mas Eh f*** quase todo magro acha Que os gordinhos Sao fracos e nao Tem força de vontade, e isso machuca messsssmoooo!!!!

    Bjs

  11. ola Fernando, encontrei seu blog. Minha melhor amiga tb me fez essa pergunta.Falei q era dificil explicar, porque na verdade não se trata de um arrependimento, afinal ja tenho 8 meses de operadaja atingi minha meta.. então não tem pq se arrepender não é mesmo? Acontece que após a cirurgia perdi o prazer de comer.. ao contrario da maioria dos depoimentos que tenho lido, não sinto vontade de comer nda.. tenho fome claro, como tudo direitinho, não cometo “pecados”.. entre um chocolate e uma fruta como a fruta.. mas é ai q o bicho ta pegando sabe.. perdi o prazer em comer.. totalmente.por um lado me ajuda muito, pq escolho a fruta ao invez do chocolate.. mas por outro não tenho mais aquela satisfação em comer algo bem gostoso.. pra mim é indiferente. é quase como se tivessem arrancado minhas papilas gustativas kkkk , hj como pra sobreviver.. e isso tem me incomodado muito. Comida é algo que não me deixa mais feliz.. como deixava antes! Quase um incomodo ter q comer..

  12. Olá! Me identifiquei muito com as suas palavras… Sofro muito pelo preconceito das pessoas com o fato de eu ser gorda… e tb me sinto muito machucada por dizerem que eu não tenho força de vontade

    Não fiz a cirurgia e não sei se terei coragem de fazer… Grande abraço

  13. Olá,fiz a cirurgia bariátrica há 6 dias e estou na dieta líquida.Estou desesperada,me arrependi muito de ter feito essa cirurgia,não estou preparada de jeito nenhum.A minha vida agora é só chorar desesperadamente.Gostaria de saber se depois de alguns meses poderei a voltar a comer como antes sem ter algum problema devido a cirurgia que fiz?Não sei se vou conseguir lidar com essa nova vida,prefiro deixar passar os meses de cicatrização e depois voltar a ser como antes,mesmo engordando tudo de novo.Acredito que a minha felicidade depende da minha alimentação.Me ajudem,por favor…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *