1050º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia

o trabalho está me engordando. Por isso eu digo, quanto mais dinheiro mais barriga.
Quanto mais trabalho mais barriga.

Puxa, faz tempo que eu não escrevo. Então aqui vão as últimas notícias.

Estou engordando novamente a passos largos, hoje estou com 115,6 Kg, mas tem um motivo.

Vida extremamente sedentária!

Parei de caminhar porque me mudei para uma colina e todos os caminhos de volta para minha casa são uma subida. Isso me desestimulou um pouquinho.

Mas não é só isso, trabalhar também engorda. Como sabem sou publicitário e tenho uma agência de publicidade e design. O trabalho na minha empresa aumentou consideravelmente, eu sento na cadeira, trabalho, trabalho.

Fico sentado praticamente 8h por dia, só me levanto para dar aulas a noite. Que faço de pé e volto 23h para casa.

Ai fica meio difícil de levantar cedo pra caminhar, ainda mais quando se tem uma ladeira pra subir. Tá pode dizer que eu sou preguiçoso, aliás é assim que eu me sinto… Maldita culpa. Aliás acho que todo gordinho sofre disso. Culpa… ele tá sempre se sentindo culpado né… é assim com você também?

Não que eu esteja reclamando do trabalho, mas cansa e consecutivamente engorda também.

Quanto a comer, eu como normalmente. E de forma anormal eventualmente. Mas não é eventualmente de gordo, é eventualmente mesmo.

Já aprendi bem a controlar os dumppings e a cada dia eu sei mais quando parar antes de passar mal. E isso é a coisa boa da cirurgia, você aprende a se controlar pra não passar mal, porque a cabeça de gordo tá sempre te dizendo lá no pé do ouvido que ainda cabe mais uma colherinha!

Por falar em coisa desagradável, desisti de ir no Marçal, toda vez que eu ia eu comia mais pela depressão que eu ficava… o carinha baixo astral. Pode ser um excelente cirurgião, mas é péssimo com pessoas, principalmente pessoas que não conseguem fazer dieta. A ironia é que elas vão até ele exatamente por não conseguem fazer dieta e depois ele fica bravo que elas  não seguem a dieta… Rssss

Mas não desisti da vida, aliás por falar nisso eu estou com pedra na vesícula que o sr. Marçal queria tirar a qualquer custo. Como ele era péssimo como ser humano resolvi ir ao médico que me deu várias dicas antes de fazer a cirurgia, aliás um médico que é contra a cirurgia bariátrica. O Dr. Vitor Cirurgião Gastroenterologista do Hospital Brasil em Santo André – SP. Apesar de ser contra ele me indicou a cirurgia.

Para quem estiver a fim de fazer a cirurgia recomendo um papo com ele.

No meio do caminho tinha uma pedra Tinha uma pedra no meio do caminho Tinha uma pedra No meio do caminho tinha uma pedra.  Nunca me esquecerei desse acontecimento Na vida de minhas retinas tão fatigadas. Nunca me esquecerei que no meio do caminho Tinha uma pedra Tinha uma pedra no meio do caminho No meio do caminho tinha uma pedra.
No meio do caminho tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
Tinha uma pedra
No meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
Na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
Tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
No meio do caminho tinha uma pedra. Carlos Drummond de Andrade… Sim, esse blog também é cultura.

Segundo ele não é necessário tirar a pedra se ela não está causando mal. O perigo é ela sair da vesícula e causar pancreatite. Mas a pancreatite só é mortal em 10% dos casos e só se não for tratada. Acontece que ela não é nada silenciosa e aos primeiros sintomas iniciasse o tratamento e tudo bem. Na verdade ele me deu a opção de operar ou não. As chances de “dar merda” são as mesmas. Corro um certo risco com a pedra e corro um certo risco retirando a pedra na cirurgia. Logo decidi ficar com ela enquanto não estiver me causando mal.

Mudando de assunto

Meu irmão está me chamando para fazer Jiu Jitsu a um tempão (lembra que eu fazia judô e me laquei) e não consigo achar espaço na minha agenda. Fora o medo de me machucar por estar tão fora de forma. Mas como ele disse é melhor começar errado do que não começar, não é mesmo. 

to me sentindo meio gelatina
to me sentindo meio gelatina

Mas eu tenho minha pontinha de receio, outro dia eu fiquei com a barriga dolorida como se tivesse feito abdominais o dia todo só de ficar encolhido por 2 horas em uma sala gelada em uma reunião na escola. Tem noção, ficar dolorido de se encolher no frio… eu tô muito, mas muuuuuito fora de forma.

Outro dia também depois de montar um daqueles armários que se coloca na área de serviço, fiquei o dia seguinte todo dolorido. Me sinto uma gelatina ambulante.

Vou ver se consigo começar na próxima terça. Coragem!!!

Desculpem pela demora, mas é que o trabalho anda me ocupando demais, aliás, eu nem deveria estar escrevendo e sim fazendo uma agenda para 2014… Fui!!!