218º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia

Ahh sorvete é golpe baixo.
Ahh sorvete é golpe baixo.

Hoje fiz caminhada. Não aquela de 1h30, mas uma caminhada de 1h pelo menos.

Hoje a noite fomos eu e meus irmãos à casa do meu Pai para colocarmos o papo em dia. Cardápio da noite: Pizza!

Eu me coloquei numa postura de medo e tensão. Plena quinta-feira já na esbórnia….

Comi 1 pedaço e meio de pizza e tomei água de coco. Resultado considerado por mim satisfatório.

Mas….

Adivinha qual era a sobremesa?!?!? Sorvete… de flocos…

Nenhum dos meus irmãos pegou, porque estão de dieta… como se eles precisassem!!! Mas o gordo sem modos aqui não aguentou a pressão e pegou um pouco. Meio copo mais ou menos.

Estava muito gostoso… e me deu uma vontade enorme de pegar mais… fiquei lá durante uns 40 min. lutando contra mim mesmo. Mal prestava atenção na conversa, só ficava pensando em satisfazer meu paladar malígno e cruel. Ahhhh a primeira mordida…. se posso dar um conselho é esse…. fuja da primeira mordida como o diabo foge da cruz.

Fui lá e peguei mais um pouquinho… é falhei… não aguentei. Pouquinho não… um copo inteiro. Mas fui comendo bem devagarzinho e ficou tudo bem. Já estava satisfeito e deixei umas 2 colheradas no copo e fiquei lá conversando sem nenhum efeito colateral.

Até que eu resolvi que seria crueldade deixar uma colherada sozinha no copo longe de suas irmãs e mandei pra dentro.

Pareço o Diabo da Tazmania diante da comida.
Pareço o Diabo da Tazmania diante da comida.

Parece que foi a gota que faltava para transbordar minha taça de sorvete estomacal… Ai fiquei meio mal… não muito… mas fiquei. Depois um pouco de suor, lentidão… essas coisas. Foi pouco e foi rápido mas a prova do meu fracasso estapeou minha cara mais uma vez. De novo fora de controle.

Sabe, se você colocar na balança do dia, aliás da semana esses excessos não são uma absurdidade, mas mostram minhas falhas de caráter e minha incapacidade de dominar a comida. Depois que descobri que minha balança havia passado dessa para a melhor me pesei na farmácia e constatei que apesar das gordices havia perdido mais de 1,7 kg… Meu peso atual é 107,6 kg.

Ontem ao comer eu ficava olhando para a Bibi como aquela criança que sabe que está aprontando e ela me olhava com aquele olhar de ternura e tristeza… ai me doia o coração. Realmente eu preciso de orientação ao comer, alguém que me diga quando parar porque eu mesmo não consigo. Você deve me achar um doido… talvez eu até seja mesmo, mas o fato é esse eu não me controlo perante a comida… Sou praticamente um Diabo da Tazmânia Alimentar.

7 respostas para “218º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia”

  1. Oi Fernando,
    Poxa…fico triste com seus posts ultimamente.
    Leio o blog todo dia, mas não sou muito de deixar coments..rss
    Mas pense nisso é uma guerra, ha dias que vc perde a batalha, ha dias que ganha.
    Queria te dar uma dica…mas nem precisa aceitar o comentário, pois pode parecer propaganda, rss…não é essa intenção…
    Ja ouviu falar em Espaço Vida Saudavel?
    São espaço da Herbalife que te oferecem substituir a refeição por Shake.
    Meu marido fez a cirurgia a 5 meses e levou os rótulos para a nutricionista e ela permitiu a troca das refeições, não quero ficar fazendo propaganda, mas nós substituimos as refeições e gostamos muito, e não sentimos tanta vontade de comer doce, porque o shake é doce…o nosso problema continua sendo salgados e massas….
    Tem em muitos lugares, mas é muito boca a boca, não tem divulgação…
    Eu vou em um aqui no centro de São PAulo, na praça da Republica, eu pesquisei na internet e tem um ai em SBC…Rua Marechal Deodoro, 879 – 1o. andar – sala 4, proximo ás Lojas Riachuelo . Deve ter mais, mas tem que pesquisar…
    O legal desses espaços é que vc encontrará outras pessoas com o mesmo objetivo, com as mesmas histórias…
    Eu que só estava acima do peso consegui emagrecer 16 quilos em 5 meses que eu frequento..
    Sei lá…é só uma dica…
    Mas não desanima não garoto…. vc está indo muito bem!!!
    Bjs e força ai!!!!

  2. Tem outro endereço tbm:

    Av. Kennedy, 348 – Sala 1
    São Bernardo do Campo – São Paulo – Brasil

    Funcionamento:
    Segunda – Sexta Feira das 11:00 às 14:00 e 18:00 às 19:00

    1. Vale a pena conferir,tenho dois anos de operada,perdi 52 quilos e tenho me sentido muito bem sustituindo o almoço três vezes na semana por shake,que tomo bem devagar,realmente tem saciado a vontade de comer doce

  3. eein, voce ja emagreceu qtos kgs ao todo? voce nunca diz isso! 🙂
    e voce poderia colocar fotos suas, (nao precisa mostrar a cabeça né)
    mas com fotos do antes e depois

    beijo

  4. Sabe Fernando, sei exatamente do que você fala. Ainda não fiz a bariátrica. Devo fazer daqui para o meio do ano. Eu também sofro de transtorno alimentar. Minha história começou a mudar, há mais dois anos quando resolvi fazer uma desintoxicação alimentar. Estava com 130 kg. Fiz uma consulta para fazer a bariátrica e resolvi que me operaria quando estivesse no mínimo permitido para tal. Quando fiz a consulta estava com 125kg, ao invés de baixar o peso aumentou. Então, decidi que deveria fazer algo. Resolvi fazer uma desintoxicação do fígado e da vesícula biliar. Foi a melhor coisa que me aconteceu neste meio tempo. Acabei por emagrecer 35kg neste meio tempo e, ainda, o vício por comida deu uma boa modificada. Ainda me considero viciada em alimentos saudáveis. O que significa que ainda ultrapasso nas quantidades em produtos o mais naturais com o mínimo de industrialização. O certo é que meio que aprendi a me focar em só comer comida saudável. Assim, estou comendo com muito menos culpa e está dando certo, pq o peso continua diminuindo. Às vezes estaciona e, algumas vezes aumenta. Quando aumenta, faço uma revisão do que está acontecendo e vejo o que posso fazer para mudar a estratégia. Dos 130kg baixei para 105,00kg. Comecei a subir o peso e já estava com 109kg, quando a luzinha acendeu em setembro. Voltei aos vigilantes do peso e consegui reorganizar minha alimentação, sendo que meu peso caiu de lá para cá uns 15 kg. Hj, meu peso está em torno de 95kg. Continuo no processo da bariátrica, aprendendo a me acostumar com as quantidades agora. Quero ao final de tudo, montar um grupo com pessoas que, tendo ou não feito bariátrica, sofram com problemas de peso e, em especial, compulsão alimentar. Se este comentário lhe for útil, entre em contato comigo para a gente ver como pode se ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *