228º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia

Segundo dia na cidade maravilhosa!!!

Programão básico de turista! Visitar o Bondinho do Pão de Açúcar essas coisas…

Mas antes, acordei bem cedo e resolvi caminhar. Não tem lugar melhor para caminhar do que o Rio… é tudo plano. Não tem subidas nem descidas, nada.

Fui a pé até o Maracanã e dei a volta nele. Na verdade não é só o estádio, tem também uma pista de atletismo e um ginásio. A pista de atletismo estava aberta e muitas pessoas de todas as idades estavam se aquecendo e se inscrevendo para um evento que iria ter lá.

Eu fui entrando, sem perguntar nada pra ninguém… quando percebi estava lá no meio da pista. Nunca tinha entrado em uma antes, me surpreendi com a pista que é feita de borracha. Parece asfalto vermelho mas é uma borracha dura. Não resisiti e dei uma volta completa, mas caminhando, claro. Como ninguém me parou eu fui indo.

Depois saí e continuie meu trajeto… Oh estadiozinho grande heim!!! Foi uns 45 min. só para dar a volta. Depois não resisti e sentei em uma das poucas barraquinhas de água de coco em volta do estádio, pedi uma água e fiquei lendo as últimas notícias no jornal que o dono da barraca disponibiliza para os clientes.

Fiquei lá vendo a galera passando, tomando uma aguinha de coco… ohhh vidão!!! Parece que todo mundo na cidade é meio atleta, até os velhinhos, na verdade principalmente eles.

Depois disso fomos fazer aqueles passeios de turista né… visitar o Pão de Açúcar, passear no calçadão, e visitar a majestosa confeitaria Colombo…. Ok, ok, ok… já deve estar pensando… gordo é fogo… não consegue se divertir sem se entupir né… É… não dá pra negar, tem um pouco de verdade nisso, mas quem queria muito ir à confeitaria era a Bibi porque eu não conhecia… O lugar é simplesmente deslumbrante, parece que você volta no tempo e pode cruzar com o Rui Barbosa a qualquer momento. Pedi 2 doces, uma bomba e um doce de fio de ovos e um cappuccino. Não devia ter pedido o cappucino, depois que veio com aquela montanha de chantily não tive coragem de não tomar porque custava uma fortuna… é lá tudo é uma fortuna. Tomei e dei apenas algumas garfadas nos doces, foi o suficiente para ficar suando, mas tudo bem… valeu a pena.

Ainda não perdi essa mania de ver o menu e mandar descer tudo do estoque, deveria ter pedido uma coisa de cada vez, embora a vontade seja de comer tudo.

A noite, mortos de cansado ainda fomos comer um bolinho de bacalhau… o mais gostoso do rio, mas não lembro o nome do local.

Resumindo o dia alimentarmente falando, passei um pouco do ponto… na verdade eu dei uma banana para a dieta e comi o que dava na telha, mas apesar disso não fiquei passando mal, nem comi muito. Tirando claro, o evento da confeitaria. Afinal se eu ficasse me policiando o tempo todo eu não iria me divertir.

Esse post vai ficar sem foto por enquanto, porque depois eu coloco as fotos que eu tirei lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *