248º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia

Hoje não fui no CCA porque a Bibi ficou meio doentinha e resolvi ficar pra cuidar dela.

Mas depois fui almoçar na casa da mamãe… Tinha uma muqueca deliciosa… humm… e de quebra ovo de páscoa super mega recheado que meu irmão ganhou. Comi pouquinho pra não passar mal, mas a vontade era comer um montão.

—–

informação real é escassa na internet
informação real é escassa na internet

Tenho que falar uma coisa. Quando tive a idéia de escrever um blog contando dia após dia da cirurgia bariátrica foi porque havia muita informação na internet, porém nenhuma que me dissesse como era de verdade.

 

Eram sempre sites onde mostravam só os excelentes resultados, os antes e os depois, mas ninguém falava da parte chata, da parte difícil ou coisa assim. Tanto que eu até evito ficar colocando fotos de antes e depois… deve ter umas 3 no site todo.

Antes de fazer a cirurgia eu pesquisei muito e descobri que ela não era esse mar de rosas todo que o pessoal comentava.

Tava faltando sinceridade nesse negócio. Então resolvi escrever dia a dia, não só para que eu tivesse um registro disso, mas que todas as pessoas pudessem ver como é a recuperação de verdade.

Porque a sensação que dava era que depois da cirurgia sua vida muda pra melhor e pronto, você volta a vida normal e tudo bem. Na na ni na não.

é difícil de parar de comer do dia para a noite.
é difícil de parar de comer do dia para a noite.

Eu acho que esse blog mostra bem isso. Não é assim tão fácil parar de comer como um tresloucado. A cirurgia resolve… SIM, mas é provisória. Se você quiser emagrecer e continuar magro tem que mudar de vida.

 

Então esse blog, de repente, passou a ser de um gordinho gastroplastizado  para um comedor compulsivo em recuperação.

Sim emagreci e continuo emagrecendo, mas a cabeça ainda é de gordo e vivo pisando na bola porque estou aprendendo a me alimentar.

Vira e mexe eu tenho recaídas de comilança e sou devidamente punido com um belo Dumping. Claro que não sou o doido que talvez eu aparente ser aqui no blog. Mais acerto do que erro, mas acabo colocando meus erros aqui até como forma de desabafo. E eles acabem ficando mais em evidência do que meus acertos.

Dessa forma vou aprendendo a comer como um ser humano normal. Não dá pra deixar de ser um ogro alimentar em três horas de cirurgia. Essa mudança vai acontecendo aos poucos e é isso que eu estou tentando mostrar aqui.

Parem de falar que eu não sou exemplo pra ninguém porque esse negócio de exemplo é ilusão, coisa de história em quadrinhos.  Seria ridículo eu ficar aqui dando uma de bom moço e mostrando pra todo mundo como eu faço coisa bonitinha pra não engordar… As Favas!!!! É foda parar de comer… e eu acho que todo mundo que fez a cirurgia passa pelo que eu passo. É difícil recusar um bombom, um ovo de páscoa, uma coxinha. É difícil porque eu fiz isso a minha vida inteira de maneira descabida. E acho que todo mundo que chegou aos seus 145 kg não foi porque comeu verdura a vida toda.

800 acessos por dia
800 acessos por dia

Estou tentando mudar minha vida e procuro mostrar essa transformação pra vocês. Não quer dizer que é fácil. Pode ser fácil pra você, mas pra mim não é não e não tenho vergonha de falar isso. Sou um cara normal como você e tenho meus dias de luz e de sombra como todo munto. Antes esse blog era só um diário para que eu pudesse recordar essa jornada. Hoje tem 800 acessos por dia. Coisa que eu nunca imaginei e talvez por isso algumas pessoas me confundem com alguma espécie de exemplo a ser seguido… sei lá.

 

Não sou um exemplo a ser seguido, talvez, como alguns já disseram, um exemplo a não ser seguido.

Mas a verdade é que todos passam pelas coisas que eu estou passando. Alguns resistem às tentações mais que outros, mas o fato é que todo mundo uma hora dá um deslize.

Sou humano e não herói ok. Estou tentando entender esse negócio de comer muito como todo mundo que faz essa cirurgia.

Não importa o que você acha, mas comer muito pra mim nunca foi uma opção e sim uma necessidade. Dá onde vem essa necessidade tão grande eu ainda não sei. Mas ela existe e estou tentando lidar com ela diariamente. Tem dia que eu ganho, tem dia que a tentação ganha.

Nessa luta, ainda estou ganhando, porque ainda estou perdendo peso, mas não posso baixar a guarda. Sei que podia estar perdendo mais, mas como deu pra perceber não sou perfeito. Nem tenho essa pretensão.

A luta continua!!!
A luta continua!!!

Repito: A vontade de comer em excesso não some da noite para o dia. Embora não caiba mais grandes quantidades no estômago, a vontade de comer muito não vai embora.

 

Essas vontades tem que ser trabalhadas ao longo da vida após a cirurgia. E eu não sei pra você, mas pra mim não está sendo tão fácil quanto eu imaginava.

Mas garanto que não é por isso que eu vou desistir. A luta continua.

 

11 respostas para “248º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia”

  1. É Fê… a coisa não é tão fácil como pensam por aí. Visito o blog todos os dias e, mesmo não comentando, acompanho todas as lutas e vitórias. Cada vez que vc posta algo novo, conto pro meu pai (recém gastroplastizado) e tento mostrar pra ele o que pode fazer bem ou mal…
    Inicialmente, a cirurgia pra ele tinha sido uma coisa linda! rs Ele já chegou aos 190Kg e hoje está com 110Kg. Foram 80Kg eliminados, contando com todo o tempo de tratamento/preparo para a cirurgia. No começo ele se deu até muito bem, não teve dores, não teve dumping… Mas agora, está ficando cada vez mais complicado. A vontade de comer loucamente até que está controlada, mas ele anda pegando noojo da comida… é isso mesmo: nojo da comida!!! Ele come e passa mal, ou fica sem comer (não sei o que é pior). Tem que fazer a própria comida e nada de temperos… Carne, tá quase impossível de comer, quando come, passa mal o dia todo! Até leite as vezes faz mal… Não sei o que é, só sei que está ficando a cada dia mais difícil levar a vida de operado…
    Torço muito por vc e por meu pai tb! Acompanho a luta de vcs de perto e vejo que NADA é fácil. Ainda mais pra vcs, que precisam mudar o estilo de vida!
    Mas, continue firme! Vc já está vendo os resultados! 😉
    Bjão Fe!

  2. Olá Fernando, tenho acompanhado seu blog desde a primeira postagem e concordo com o seu comentário de hoje. Não é fácil mesmo. A cirurgia passa uma falsa idéia de facilidade, mas a luta é diária contra nossas vontades. Sou operada há 3 meses e não consegui resistir aos bombons e afins. E o pior… Não tive dumping. Mas a gente vence e perde também. Mas te desejo força, admiro sua perseverança em publicar suas aventuras, dia a dia, sem falhar. E sendo sincero e verdadeiro, não contando só as vitórias mas também as lutas e derrotas, compartilhando e expondo suas dificuldades. Parabéns. Você é NORMAL. Um abração

  3. Fernando,

    Sinceramente hoje não gostei mesmo de tudo o que você escreveu. Nunca ví nenhum site dizendo que a cirurgia era uma coisa simples e fácil. O processo é lento, requer acompanhamento de vários especialistas e sim, quem tem força de vontade consegue sim de manter magro e com a cabeça no lugar, não digo cabeça de magro pq isso é impossível realmente, mas você consegue colocar a cabeça no lugar e pensar como uma pessoa um pouquinho mais magra e estipular os seus próprios limites, sem se torturar e sem engordar.

    Me desculpe falar, mas acho que o seu acompanhamento psicológico não está muito correto, até pq não está fazendo efeito.

    Não tente desanimar pessoas que buscam esse objetivo e que se esforçam para isso, pelo que vejo o seu esforço não é tão grande assim, você se deixa levar por muito pouco e come até ter a sensação de começar a passar mal, só aí você pára, esse é o seu limite, mas o seu limite errado. Não é assim que as coisas funcionam. Operamos com a mesma equipe médica, passo com a mesma nutricionista que você e sei que as coisas funcionam sim, desde que haja um esforço grande da parte do paciente. Ninguém nunca falou que isso seria milagre, simplesmente opera e pára de comer, não, não é assim, é difícil, lento, requer esforços e às vezes, algumas recaídas, mas bem poucas, e o resultado, é muito, muito gratificante para quem é merecedor.

    Desculpe pelas palavras, mas leio seu blog todo dia e vejo que o esforço que você está fazendo, para depois vir e escrever tudo isso é muito pouco.

  4. Acompanho seu blog todos os dias, sou operada a dois meses e realmente a cirurgia é uma luta diaria, não um milagre, gosto do blog exatamente por isso por mostrar que não é facil e que as vezes acabamos errando.
    Mas continue se esforçando que tera a vitoria.

  5. Fernandão,

    Parabens pelo seu depoimento, somente não o use como desculpas. Continuo dizendo que vc enfatiza mais as derrotas do que as vitórias, mas já deu uma melhorada. Pense nisso, veja aonde sua vida esta melhorando, que vai desde se sentir mais leve, mais viril, até em relação a sua auto estima, em estar usando roupas de numeros menores e etc. Focando nisso, talvez vc consiga vencer, não em todas as vezes, mas em sua maioria qdo a tentação de um doce ou guloseimas bater a porta, mas vc precisa insistir nessa reprogramação de si, pois as guloseimas sempre fizeram parte da sua (da nossa) vida, mas o outro lado que citei não (ou faz muito tempo que não).

    Mantenha em sua vista um short bem bonito por exemplo, que esta quase cabendo em vc e outro que esta sobrando. Objetive usar o qto antes o short “apertado” e que cada doce que come, vc esta mais para usar o “largo”. POde ser short, uma camisa, uma calça, um terno, o que preferir, eu por exemplo, ja usei o exemplo do short, e estou partindo para um mais ousado, que é uma SUNGA, sabe qto tempo eu não uso sunga ??? kkkkk.

    Veiao, é isso, pense, estou querendo que vc enxergue os dois lados do copo, mas a metade mais importante, dos louros e ganhos, o lado positivo.

    Fique na paz e que Deus te abençoe !

    Ricardo

  6. ÉEEEEEEEE.. a grande verdade é que aundo fazemos a cirurgia pensamos assim..que no dia seguinte vamos ter 40,50 ,60 kilos eliminads..pois sempre vemos o antes e o depois..e não é bem asim..É uma longa jornada caminhada..perseverança é o nsso lema..acreditar em nós mesmos..SOMOS SERES HUMANOS…por isso deslizamos..o que não podemos deixar é que esses deslizes aconteçam com frequência..Até os magros deslizam…
    Por que ao inves de criticarmos nós não nos ajudamos..reconhecer as falhas é algo que nem todo mundo faz..mas o reconhecimento nao pode ser um pedido de desculpas forjado..
    Bom..o importante gosto desta página..sigar o exmeplo ou não fica ao critério de cada um!

    1. Puxa Lourena, obrigado, concordo com você. A idéia aqui não é seguir ou não o exemplo e sim mostrar o que acontece depois da cirurgia. Se eu ficar mostrando meu antes e depois todo mundo vai achar que é quase um milagre essa cirurgia, mas ninguém vai ver o quanto eu luto pra manter o progresso. E vou contar não é fácil deixar de ser gordo da noite para o dia. Já faz mais de 6 meses que eu fiz a cirurgia e ainda não consegui aprender a mastigar bastante os alimentos. Quando percebo eles já estão entalando.
      Não é simples não.
      Abraços
      FE

  7. Fê, algumas pessoas sabem que a cirurgia não é um milagre, e que claro que vai ser dificil pra qquer gastroplastizado deixar de comer uma montanha pra comer um morrinho!!!Me desculpe, mas as pessoas não tem q ficar te fazendo de exemplo pra ninguem, mas acredito que lendo a sua estória muitas pessoas passam a ter idéia do que não fazer, ou de procurar a ajuda certa pra não se deixar levar…Venho aqui, leio, leio, leio, leio mais um pouco e não vejo vc falar das suas visitas a nutricionista, do seu acompanhamento psicológico ou psiquiátrico (só vi isso lá no começo…), ou seja, parece que vc não tá tendo acompanhamento nenhum!!!Penso que pra ajudar temos que ter o apoio da equipe, principalmente no pós-operatório!!!Já comecei a fazr meu acompanhamento psicológico há 3 meses, vou operar lá pelo mes de julho ainda!!!Já estou tratando a compulsão alimentar e tudo!!!Me desculpe falar tanto, mas acho que não devem te tomar de mal exemplo, mas a suna narrativa serve pra mostrar o tanto q é dificil e o q se evitar depois da cirurgia!!!!Bjo…

  8. Olá Fernando! Em primeiro lugar queria te parabenizar pelo blog, ele é muito instrutivo para quem deseja fazer a cirurgia, e dizer que te acompanho a uns 10 meses e tudo o que vc tem postado aqui é o que acontece pelo menos comigo de forma bem parecida, tenho a mesma loucura por doces e minha relação com a comida e bem intensa, concordo com suas palavras em gênero, numero e grau.É uma batalha árdua e diária essa nossa contra a balança e como vc mesmo disse : “Não é assim tão fácil parar de comer como um tresloucado” e também não acho que seja esse conto de fadas que muita gente relata em alguns blogs como se a cirurgia fosse a coisa mais fácil e milagrosa que existe, me operei a 6 meses e o método foi o by pass gástrico igual ao seu, pra mim também não tem sido fácil tenho tomado lexapro e rivotril para frear a ansiedade e o pânico, como diz a minha psicologa que também é gastroplastizada: “Se fosse tão fácil assim fazer a RA ninguém era obeso mórbido, seriamos uma nação de magros e saudáveis.” e complementado a frase dela por conta própria, todos teriam um emprego que pagasse mils por mês, carro zero e casa de dar inveja no Obama ou seja, seriamos todo magros, ricos e famosos mas, voltando pra realidade e descendo do pedestal,usarei sua frase, “Sou humano e não herói ” também prefiro viver uma batalha por dia assim como vc, e ser feliz tendo saúde que é o mais importante.Abraços, e vamu que vamu sô!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *