272º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia

Zona de conforto é um perigo!
Zona de conforto é um perigo!

Hoje não fui caminhar não, acordei atrasado… nossa nem ouvi o despertador tocar, fiquei jogando video-game até tarde.

Hoje eu me assustei com minha conduta alimentar… Depois do almoço passei na doceria e comprei um pote de “Deditos” (uns biscoitinhos em forma de palito cobertos de chocolate) e uma barra grande de chocolate. A idéia era comer tudo até o final de semana.

É, mas foi só idéia mesmo, acabei comendo o pote inteiro de palitinhos e mais a barra inteira de chocolate… Nossa depois eu senti um desprezo tão grande por mim mesmo… Eu queria me separar de mim.

Sorte é que eu tinha psicóloga marcada para hoje… fiquei conversando com ela sobre o assunto.

Existe uma parte de mim que quer prazer imediato, leia-se guloseimas, e outra que quer ter uma vida saudável. Essas duas personalidades vivem em conflito dentro de mim. Vamos chamá-los de Anjinho e Diabinho. Geralmente quando estou meio para baixo o diabinho fica sobrando no meu ouvido para ter prazer rápido, de forma a afastar aquela sensação ruim e então dá-lhe comida goela abaixo.

me matando com comida
me matando com palitinhos de chocolate

Já o anjinho diz o contrário, para fazer exercícios e manter a forma. O problema é que quando dou ouvidos ao diabinho bate o maior remorso, o que faz com que eu corra para a comilança novamente… É eu sei, parece um pouco irracional, e é… mas é assim que acontece comigo.

Então quando fico um pouco triste ou preocupado corro para a comida atrás de um alívio rápido… só que o alívio também vai embora rapidamente, o que me faz me sentir pior do que eu já estava de forma que volto a procurar guloseimas para aliviar a dor e assim vai até eu me transformar numa montanha de novo.

Agora o negócio e frear esse impulso maluco de descontar as mágoas na comida… mas vou dizer… é foda, porque faço isso desde criancinha.

Zona de Conforto que não conforta.
Zona de Conforto que não conforta.

Percebo que nessa vida a coisa mais difícil é mudar. Não importa se vai mudar pra melhor ou pior, a gente sempre quer estar onde está porque é seguro. É o medo de fazer a cirurgia, depois é o medo de não poder mais beber litros de água numa golada só, depois é medo de não tomar Coca-Cola… em fim… na verdade tudo é medo da mudança, do desconhecido. Medo de gastar mais energia… porque toda mudança envolve gasto de energia, leia-se queimar as pestanas, sair da zona de conforto.

Comer é minha zona máxima de conforto. E tá muito difícil sair dela.

Óh… nem me venha com aquela velha conversa de força de vontade heim… Afinal se você tem que ter força pra ter a vontade isso não é vontade né e sim falta dê.

6 respostas para “272º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia”

  1. SAAAAIII DA ZOOONAAAAAA FERNANDOOOO!!!!!

    Agora serio mesmo Fer, vc não devia ter ido da doceria. Esse seria o primeiro passo do dia evitar a tentação, se vc não tem o doce, vc quase tem um treco, mas passa. Se vc o tem por perto, sempre a mão, com certeza vai ataca-lo. Evite ter doces em casa ou perto de vc. MAs qdo comprar, q seja apenas uma pequena quantidade pra saciar somente naquela era.

    Pq, venhamos e convenhamos, esse negocio de comprar pra comer mais tarde é pura safadeza!! A gente tenta se enganar!!!
    Até hj eu tento terminar um experimento cientifico: 1 caixa de BIS (20unidades), rende por 20 dias??

    bjos, força sempre.

  2. O acompanhamento psicologico é fundamental. É difícil, mas o ideal seria achar um substituto para os doces né, outra tábua de salvação (ou martírio).

    E infelizmente, se tem essa fissura por doces cara, tem que ser igual alcoolatra, não pode dar o primeiro gole, senão, ph…eu!!

  3. Então Fê… comprei uma balança! To perdida! Estou louca pra devorar mil coisas… comer tudo de uma vez chocolates pães quentinhos hummmmmmmmm, tá difícil perder peso! Mesmo amamentando! Tb engordei 24 kilos né! Como dizia minha médica… oh boquinha nervosa!
    A partir de agora vou seguir seu blog! Bjocas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *