286º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia

círculo vicioso
círculo vicioso

Nossa 1 semana sem escrever no blog!!!! Tava precisando de umas férias mesmo.

Mesmo porque já não faz tanto sentido ficar escrevendo todo dia, os dias estão ficando meio iguais.

Bom também tem outro motivo pra não ter escrevido, um deles é a correria de dar aula aqui e ali, a empresa tomando meu tempo e quando chega no final do dia já não tenho pique pra nada.

Outro motivo é que ando meio triste comigo mesmo, pois não estou conseguindo fazer a dieta. Essa semana eu degringolei mesmo. Foi sorvete, chocolate, fondue, mais chocolate… tudo fora de hora e sem moderação… ou seja, uma ataque de gordice fulminante. Não pense que fico orgulhoso, a cada mordida vem a culpa e com ela mais vontade de devorar uma caixa de chocolates e assim sucessivamente. É um círculo vicioso (isso me lembra o seu barriga do chaves, não sei porquê).

Essa comilança, claro, é reflexo do turbilhão que foi esta semana. Muitas preocupações, pouca concentração e ai eu acabo sedendo, um pouquinho e depois já que eu sedi um pouquinho porque não mais um pouquinho e quando percebo já tô abraçado dançando valsa como capeta!

aconteceu um turbilhão de coisas essa semana
aconteceu um turbilhão de coisas essa semana

Outra frustração, fui me pesar e não emagreci uma miligrama se quer… pesei em 3 balanças e na última para o meu desespero deu que eu tinha engordado 1,5kg…. Não entrei em pânico porque já havia pesado em outras duas, mas é preocupante.

Exercícios… nem pensar. Não… não posso dizer isso, tenho andado quando da… fazendo aquele esforço monumental. Na terça andei 1 hora, no sábado foram 2hs de caminhada… puxa cansei, nesta segunda 1hora a procura de um cabo para meu hd externo e hoje, terça 45 min. de caminhada. Mas eu sei, não é o bastante.

Hoje meu primo me ligou perguntando se eu queria voltar a fazer judô com ele. No começo falei que não, andava super ocupado e tals… mas depois lembrei daquele filme do Will Smith com o filho dele “À Procura da Felicidade” onde o garoto fala de uma piadinha onde um naufrago pedia ajuda a Deus, então apareceram vários barcos para ajudá-lo e ele se negou a entrar dizendo que Deus iria ajudá-lo, então ele morre e questiona Deus porque o havia deixado para morrer. Então Deus diz: -Te mandei 3 barcos para salvar-te e você recusou todos!!!!

muita coisa acontecendo ao mesmo tempo
muita coisa acontecendo ao mesmo tempo

Putz eu precisando me exercitar e fazendo frescura pra praticar um dos esportes que eu mais gosto com um super amigão… Qualé né… liguei pra ele e confirmei que iria sim fazer judô com ele. Pronto.

Olha, você que está lendo esse post, não sei como é a sua vida, mas a minha é cheia de altos e baixos… tem dia que eu acordo super disposto, tem dia que eu não quero sair da cama. Tem dia que estou cheio de esperanças e vontade de mudar o mundo e tem dia que eu queria que alguém me pegasse no colo e fizesse tudo desaparecer.

Sabe, acho que sou muito frágil em relação às lombadas da vida, é só algo começar a atrapalhar meus planos que eu começo a descontar na comida. Qualquer frustração, por menor que seja, a comida é meu refúgio, minha caverna, minha pausa nesse mundo cheio de altos e  baixos.

Nessa minha busca pela qualidade de vida, leia-se emagrecer, vivo dando tropeços… todo dia e isso me irrita. E o que mais me irrita é que quando isso acontece aumenta minha vontade de devorar alguma coisa. Por mais que eu tente não comer eu acabo comendo.

vida cheia de altos e baixos.
vida cheia de altos e baixos.

Hoje por exemplo, na rodoviária eu paguei 10 reais… isso mesmo 10 reais por uma caixa de Bis e comi ela inteira… Isso é devastador pra mim… não sei o que mais me deixa triste, comer uma caixa inteira de Bis ou pagar 10 reais nela no desespero de aliviar aquela tensão por comer chocolate. Depois quase chorei né… é como se eu estivesse vendo eu voltando a comer como um Tiranossauro.

Há muito tempo eu aprendi a cair e levantar de novo sem olhar pros erros, mas ando meio abatido por causa das minhas falhas. Nem no médico eu tô afim de ir. Acabei perdendo a consulta e nem remarquei ainda com vergonha de ir e mostrar que eu parei de emagrecer.

Tá foda viu. Mas tenho fortes esperanças que a próxima semana será bem melhor que esta da esbórnia alimentar.

6 respostas para “286º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia”

  1. Oi

    Acompanho sempre que posso seu BLOG! Opero dia 27/06 – Minha vida é parecida com a sua…Se cair levante-se!! Não desista nunca! Deve pensar na comida como um atleta, estou trabalhando isso em mim e espero colocar em prática!!

    Boa Sorte!

    (Faça um esporte que dê prazer acima de tudo e verá os resultados!)

  2. Puxa Fe achei realmente que só eu me sentia assim, mas tenho algo a dizer pra vc: De maneira alguma vc é um perdedor, e nem deve sentir vergonha por nada, acho que reconhecer os erros é meio caminho andado para consertar o que falta. Sabe eu tb me sinto assim perdida as vezes, mesmo com muitos elogios e apoio, como imagino que seja seu caso (familia/Bibi) no fundo aquela incerteza e angústia volta a atacar, pois novo corpo mas velha mente. Então Fe continue lutando, não deixe de usar os recursos que dispoe, a vida é mm corrida, parece que sempre faltam horas pra gente se cuidar, mas acho que o segredo é não desistir, mesmo tropeçando. E se ajuda saiba que seus posts mesmo espaçado fazem uma puta falta principalmente pra quem os usa como espelho, e eu todos os dias peço por vc e por aqueles que assim como eu descobrem que essa cirurgia não é milagre, nem traz de bandeja tudo de maravilhoso que a vida pode ofertar.Se precisar de alguém fora o circulo que vc já tem conte comigo. Força sempre!!!

  3. Olá Fernando! Venho te acompanhando desde a época q vc ainda postava no blog e vc mostra realmente a realidade de uma pessoa gastroplastizada. Fiz minha cirurgia à quase 2 meses, estou bem, apesar de alguns entalos e vômitos (na verdade foram 5). Já como praticamente de td mas é realmente muito difícil essa adaptação, pq num dia vc é o herói e no outro o verme do ” #$*+@%” do cavalo do bandido! rsrsrsrs
    Tenho aprendido muito com vc, suas experiências são vívidas e interessantes. Antes da cirurgia eu ficava só na teoria depois q operei foi bem diferente, as dores, os gases, os remédios horríveis, os entalos, é realmente muita coisa pra aprendermos e encontrei muitas respostas com os seus posts! Somos como qualquer pessoa estamos apenas nos adaptando… E nunca diga q vc tá com vergonha por causa de algum deslize, operamos o estômago e não a cabeça! Vc é um guerreiro, é um exemplo pra mim. Bjos e se cuida.

  4. Ola, gostaria muito de conversar sobre a cirurgia Sleeve com alguem que ja tenha feito, pois estou me preparando para fazer ela e aqui na minha cidade nao conheço ninguem que tenha feito essa tecnica, seria possivel entrar em contato por email comigo? é muito importante pra mim!! obrigada, Dámaris. Email: damaris.alves@gmail.com

  5. oi fernando, eu de novo, a garota que ‘te lê’ todo dia… e tava meio tensa pq vc nao estava escrevendo… e hoje, serio, veio lagrimas nos olhos lendo o seu desabafo! Como é difícil isso né?! Cair acho que todo mundo cai, mas levantar, cara, isso é pra poucos! Orgulhe-se de ser uma dessas pessoas q conseguem se levantar… e comer uma caixa de bis é errado?? sim, é… mas não se culpe tanto por isso. Erre quantas vezes forem necessárias para vc aprender… pode ser q vc demore, mas um dia a ficha cai… e vc, ah, tenho certeza, vc levanta!!

  6. Poxa Fê, a gente aprende mais com os erros que com os acertos, sabia disso né? O que precisa fazer sim é o que viu a tempo… não sucumbir a ajuda… Vá fazer o que gosta, não deixe de ir ao médico, afinal, como você mesmo diz, a cirurgia não é na cabeça, você precisa de apoio de uma equipe para te ajudar a manter… psicologo, tá indo? No CCA, tá indo? É muito importante né cara…

    Outro ponto, não deixe a rotina de engolir, o trampo fica e você vai… será que o povo que corre todo dia de manhã, faz happy hour com os amigos toda semana, sai pra fazer um programinha com a esposa/marido toda semana, joga bola, estuda por conta alguma coisa, enfim, essas pessoas são especiais??? Não!!! Elas simplesmente conseguem energia dentro de si para não se absorver pela rotina.

    Putz, eu tenho um filho de 2 anos, um marido bem carente, um trabalho mega estressante e que nunca fica em dia, nem por isso eu me deixo engolir (hoje né, já me prejudiquei demais com isso) e vivo muito melhor hoje do que vivia a 3 anos atras… Mais feliz, e por incrível que pareça, me tornei muito mais produtiva.

    A gente se sabota sem querer… costumo dizer que esse tal de subconsciente é nosso eterno inimigo.

    Força, você chegou até aqui, vai conseguir sucesso sobre seus desafios.

    Abs!

    Gisele

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *