50º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia

Hu huuuuu! 50 dias… faltam 10 pra eu poder comer de tudo!!!!

Pra comemorar acordamos cedo pra ir para Leme e antes passamos na padaria Kenedy pra comer o tão aclamado mais gostoso pão na chapa do mundo!!! Sim finalmente!!!!

Pedi um café com espuma de leite por cima e um pão na chapa. Ai que pão gostoso, ele é perfeito. Porque o pão é crocante onde fica a manteiga e macio por dentro como se tivessa acabado de sair do forno… Ohhh delícia!!!

Comi 1 e fiquei com vontade de comer outro… na verdade outro não porque sei que não ia caber (sim a cada dia que passa me acostumo mais com a moderação) então a Bibi teve a brilhante idéia de dividir-mos mais 1. Foi a cota perfeita. Ainda ficou um pedacinho no prato e eu fiquei enrolando pra comer mas sei lá… não tinha vontade de matar (coisa inédita na minha vida). Mas como esse maldito hábito de comer tudo o que está no prato não me larga, acabei dando a última bocada.

 

deixar comida no prato. Já não tô mais nem ai pros somalianos!!!!
deixar comida no prato. Já não tô mais nem ai pros somalianos!!!!

 

Sabe pra mim não tem coisa mais difícil do que deixar sobras no prato. Com você também é assim? Acho que isso vem da infância. Sabe aquele negócio de ter que limpar o prato antes de sair da mesa… então me acompanha até hoje. Queria ser como meu pai que nunca termina uma refeição, sempre sobra. Comigo não… mesmo se eu estiver entupido de comida o restinho no prato me desafia e eu nunca perco. Hoje aconteceu de novo… mas prometo que da próxima vez vou deixar comida no prato… sim, vai pro lixo sem dó… e dane-se os Somalianos e Etiopes famintos, os pobres mortos de fome… vou jogar comida fora sem dó. Afinal é pro meu próprio bem.

Depois no meio da viagem percebi que aquele meio pão foi um pouco demais… Sim a manteiga é óleo né… e como você sabe gordura me dá Dumping… Fiquei meio ruinzinho, mas depois de meia hora passou. Nada muito forte. Eu tenho uma teoria sobre como minimizar os efeitos do Dumping… mas depois eu conto.

Chegando em Leme almoçamos… Hummm tinha casquinha de siri…. ai que delícia.

Sabe, se tem uma coisa que me deixa muito feliz depois da gastroplastia é comer pouco. Parece bobagem, mas é tão bom não comer como um animal de novo. Sinceramente…. você já assistiu uma pessoa gorda comendo. De verdade, não é uma coisa bonita, é triste. Eu não comia com prazer e sim com voracidade, não queria conversar, não queria nem olhar pros lado… Me comparava a um cachorro magro, foco total na comida.

 

Hoje aproveito mais a companhia dos amigos.
Hoje aproveito mais a companhia dos amigos.

 

H0je não… se eu não paro eu entalo, e isso me da a oportunidade de aproveitar boa companhia das pessoas. E ai quando eu menos espero já não tenho mais vontade de comer. Não é lindo!!!

Comi menos que todo mundo! Você não tem noção de como isso é uma vitória pra mim! Sai da mesa com a cabeça erguida. Ninguém percebeu claro, mas eu estava lá em extase saboreando (ou não, né) minha conquista.

Percebeu que minha compulsão alimentar está ligada diretamente ao meu estado de espírito. Se estou sozinho preciso comer desesperadamente, se estou feliz e em boa companhia a comida perde o sentido. Isso ficou muito evidente pra mim depois da cirurgia bariátrica.

Placar de hoje
Fernando 1 x 0 Comida

7 respostas para “50º dia após a cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia”

  1. Fiquei feliz por vc. Minha ciru é agora, na sexta-feira e eu fico pensando nisso aí, do restinho no prato. MMeu coração fica partidinho qdo tenho que deixar aquele poquitinho que não deu mais, e como vc, o poquitinho acaba ganhando e eu como mesmo.
    Continuo na torcida por vc. Abraços.

  2. Cara, tenho acompanhado seu “diário”, e confesso que isso tem me ajudado bastante, minha cirurgia bariátrica esta marcada para o dia 26/10/2010.
    Estou muito ancioso, no momento estou pesando 173Kg, perdi 7 hein =).
    SPratico Jiu-Jitsu desde dos 12 anos, estou com 26 agora, e sou obeso desde dos 15.
    Te agradeço por você expôr sua vida pessoal assim, afim de esclareçer e ajudar a galera.
    Boa sorte pra você, pra mim e para os demais que estão passando pela mesma situação.
    Vlw Fernando…

    1. Puxa Leonardo, vc faz Jiu-Jitsu desde os 12 e tem 173kg… Cara você mete medo em qualquer hum heim!!!! He he he…
      Sabe que meu sonho de criança era fazer judô, com 34 anos (ano passado) resolvi me matricular e adorei, só que alguns meses, depois de lutar com um menino magricela, quebrei o joelho. O cara me derrubou como se eu fosse um bebê de colo. Se fosse mais magro não teria me machucado tanto… fiquei super triste. Porra nem me divertir eu estava podendo, fora o fato de que ninguém gostava de treinar comigo né… eu era muito pesado (ainda sou, mas tô batalhando), não dava pra aplicar todos os golpes eu eu ficava com uma certa vantagem motora, principalmente quando lutava com outros principiantes. Isso foi uma das coisas que me motivou a fazer a cirurgia!!! Não podia fazer judô, não podia andar de bicicleta, não podia jogar bola, nada.
      Quanto ao blog eu é que agradeço, porque escrever me ajuda pra caramba e saber que isso faz diferença para as outras pessoas é muito estimulante!!! Eu me sinto super contente de saber que meus relatos ajudam as pessoas… e também dismistifica o negócio né!!!
      Um abração e continue colocando seus comentários!!!

      1. Ola Fernando primeiramente gostaira de parabeniza-lo pelo excelente trabalho voluntario que vc esta fazendo atraves do seu blog.
        Bom, queria saber se vc após a cirurgia voltou a fazer judo. Pergunto isso pois eu fiz a cirurgia a 3 meses e antes de fazer a cirurgia eu praticava jiu jitsu (alias foi um dos motivos, entre outros tantos, que me motivaram a fazer pois sou muito competitivo e o meu peso me deixava sem mobilidade). Porem agora muitas pessoas andam me dizendo que nao poderei treinar enquanto estiver com a banda. Poxa, ficar sem comer algumas coisas ate da para encarar, mas abrir mao de outras coisas que me fazem bem, me preocupa…. Vc sabe de alguem que possui banda gastrica que pratica jiu jitsu ou algum esporte parecido ?
        Abraço…

        1. Oi Luiz eu não voltei a fazer judô porque de tão fora de forma sabia que iria me machucar de novo. Tenho muita vontade, mas decidi começar pelas caminhadas para depois partir para algo mais pesado. Quanto a esse negócio de não fazer exercício com a banda gástrica eu não sei. Talves você não possa fazer agora no começo, mas depois que a cirurgia se estabilizar a banda cria uma camada de tecido e fica bem presa… pelo menos eu suponho, né.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *