Compulsão Alimentar

COMPULSÃO ALIMENTAR

compulsão alimentar
compulsão alimentar

Gente, hoje estou triste porque tive uma recaída na minha compulsão.

Por isso resolvi tentar explicar o que é isso, e como eu descobri que eu tinha compulsão alimentar. Se prepare pra historinha.

Tudo começou quando resolvi tratar de vez minha depressão. Como eu descobri… não descobri eu desconfiei. Eu não entendia porque acordava triste sem o menor motivo e as vezes não tinha vontade de sair da cama. Fui ao psiquiatra que me indicou uma psicologa. Tá e daí… Só estou contando isso porque mais tarde você vai entender melhor.

Voltando à compulsão.

Certo dia tive que visitar um cliente em Santo André. Como cheguei cedo demais fiquei dando voltas no quarteirão e vi em um centro comunitário várias placas, uma delas me chamou a atenção, dizia: Se você sofre por comer demais, você não está sozinho. CCA – Comedores Compulsivos Anônimos. Falei comigo mesmo! Vixe isso existe! Já conhecia o AA, alcoólicos Anônimos, mas CCA.

comendo como um ogro.
comendo como um ogro.

Outro dia a Bibi me falou que eu estava comendo rápido demais. Fiquei envergonhado e pensei comigo mesmo – nossa eu estou comendo que nem um Ogro. Ai veio o clique, será que eu como compulsivamente? O primeiro pensamento é a negação, claro… eu… logo eu ia ser um desses doidos que comem tudo o que veem pela frente…. Ha ha ha… eu nem como muito, pensei (é o que todo gordinho pensa, né).

Tá, resolvi ir nos Comedores Compulsivos Anônimos só pra olhar… não que eu comesse demais “claaaaaaro”.  Eu comendo demais…Magiiiiiiiina! Fui lá de curioso mesmo.

Foi uma experiência muito interessante. Nunca havia ido a uma reunião do AA mas já tinha ouvido falar. Digo AA porque o CCA segue o mesmo princípio.

No CCA muitas pessoas maravilhosas que abriam seus corações contando as angústias de ser gordo e dos excessos que cometiam. Meu Deus, pensei comigo mesmo… eu faço as mesmas coisas, não pode ser… deve ser coincidência. Pois fui de novo e de novo, só ficava ouvindo. Não tinha coragem pra falar, mas as outras pessoas falavam, e a cada palavra era como um tapa na minha cara. Não era possível, tudo acontecia comigo também.

medo de catraca
maldita catraca

Comecei a frequentar toda semana, mas não dizia uma só palavra até o dia que resolvi contar minhas mágoas, minhas dores. Nossa, foi libertador, foi maravilhoso poder reclamar de tantos anos de tristeza e angústia.  Digo isso porque ninguém gosta de ser gordo. Como dizia um amigo meu… Gordo é foda! Eu me sentia um fracassado por não conseguir emagrecer. Além disso gordo sofre preconceito, tem que ouvir piadinhas, é difícil encontrar roupa, quando encontra é o olha da cara, tudo deixa a gente cansado, e o pior de tudo é o medo de entalar na catraca do ônibus... é sério, uma vez quase… mas quase entalei. Malditos magrelos fazedores de catracas!!!!! Ser gordo é uma merda.

Por mais feliz e legal que o gordinho pareça, ele sofre por dentro. E para afogar as mágoas nada melhor que um prato bem cheio. É um ciclo vicioso. Vicioso mesmo. Nada me acalmava mais do que um belo sorvete de flocos sentado a frente da tv. Uns tomam um wiskinho pra relaxar, outros fumam um cigarrinho ou um baseado. Eu… bem eu tomava um porre de sorvete.

Foi lá no CCA  que eu descobri que era doente, sim como qualquer alcoolatra, ou viciado em drogas. Não tinha diferença nenhuma. Eu comia em excesso e isso destruia meu corpo progressivamente.

Nem Freud explica
Nem Freud explica

Com o tempo fui aprendendo como perceber meus ataques de compulsão, além disso passei a controlar melhor meus hábitos alimentares. Não vou dizer que é fácil… como você pode perceber hoje ainda tenho problemas com isso. Mas foi lá que eu aprendi uma técnica que ajuda muito, o FISC. Ou seja, nunca coma quando você se sentir 1) Faminto, 2) Irritado, 3) Solitário ou 4) Cansado. Foi minha amiga Kátia que me ensinou isso, aliás, ela foi uma das pessoas que me ajudou muito.

Pra encurtar a história, hoje posso dizer que o CCA consegui fazer com que eu colocasse minha Compulsão Alimentar sob controle. Não é um suuuuuuper controle né… Mas já ajuda.

Se te deu vontade de ir correndo pra lá, já vou avisando: Lá não tem milagre, não tem receita, não tem dieta, não tem dica e muito menos comida. Mas tem ajuda e compreensão. Pode parecer besta mas é mágico.

Mas as pessoas emagrecem no CCA? Bom; eu vi gente que emagreceu muito, que emagreceu pouco e também vi gente que está lá a anos sem emagrecer. Eu mesmo não emagreci, mas parei de engordar e para mim isso já foi uma conquista. Não dá pra negar, aprendi bastante e descobri porque tudo aquilo acontecia comigo.

Tudo isso me levou a continuar meu tratamento de depressão com psiquiatras e psicólogos. Também ajudou a mudar meus hábitos alimentares, passei a comer um monte de outras coisa que eu nem se quer pensava em comer, tipo salada. Hoje eu adoro e não vejo a hora de poder come-las de novo.

Depois de passar pelo CCA, fazer acompanhamento Psicológico e Psiquiátrico resolvi que tinha que dar um passo maior. Não estava mais engordando mas a minha saúde estava indo embora. Pensei comigo, ou eu faço a cirurgia ou corro o risco de morrer a qualquer momento. Você já viu os índices de morte de obesos mórbidos… não tem esse nome a tôa não! Mórbido é de morte.

Agora estou aqui escrevendo isso. E sou muito grato a você que está lendo porque colocar essas coisas para fora me ajudam muito a controlar minha compulsão. Valeu!

Ah! Se quiser conhecer veja se tem CCA na sua cidade: http://www.comedorescompulsivos.com.br/cca.htm

9 respostas para “Compulsão Alimentar”

  1. FERNANDO, OLHA COMO VC. É ESFORÇADO, TÁ AÍ SUA VITORIA, POIS, RECONHECENDO AS FRAQUEZAS É QUE SE VAI NELAS, E DELAS TE FARÁ FORTE. VOCÊ TA VENCENDO OS SEUS DIAS, ISSO MESMO, TORÇO TODOS OS DIAS EM ENCONTRAR SEUS DEPOIMENTOS QUE SÃO MTO. VERDADEIROS E ESTOU ME PREPARANDO PARA OUTUBRO, TÁ AÍ AS PORTAS E VOU VENCER COMO VC. ÂNIMO!!

  2. Amiguinho: Não é fácil, não. Pior de tudo é que as pessoas acham que todo gordo é sem vergonha, cara-de-pau. Tem um fundinho de verdade, admito, mas não é bem assim. Nem todo mundo tem facilidade pra emagrecer, nem todo mundo é gordo por pura sem vergonhice, e reconhecer que tem um problema é o passo inicial, é admitir que precisa ser ajudado. Procure seu psico, converse muito com ele a respeito. Volte às reuniões do CCA. O que não pode é vc voltar a comer compulsivamente justo agora e com um estomaguinho. Força aí, amiguinho. Estamos todos aqui torcendo por vc. Abraços.

  3. Muito legal esse post! Fooorça! O mal é, como o amiguinho lá em cima disse, achar que obesidade não é vicio. É vicio sim! E deve ser tratado como tal.
    Beijos!

  4. Cm sempre vc vencendo cada etapa com muita dignidade,estou acompanhando seu blog dia a dia e digo que ele tem me ajudado muito nas minhas fraquezas,quando passamos por isso achamos que só acontece conosco,sabendo que mais pessoas passam por isso,elas nos dão forças pra vencer.um abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *